{Resenha} A Cinco Passos de Você - Rachael Lippincott

Olá leitores, tudo bom

     Em Janeiro iniciei, junto à minha amiga linda do Crescendo em Flor, Maria Simone, a leitura conjunta do livro A Cinco Passos de Você. Foram duas semanas de muita leitura e ressaca literária dessa história tão profunda e real - infelizmente. Quero agradecer imensamente aos participantes desse projeto tão lindo, focando na importância da leitura no nosso dia-a-dia. E agora, apresento á vocês tudo que aprendi e senti fazendo essa leitura.

     Já parou para pensar quantas vezes já segurou na mão, deu um abraço ou um beijo no rosto de uma pessoa que você ama? Pode ser da sua mãe, pai, irmãos, avós, namorado(a), enfim, você faz alguma ideia? Eu não faço a mínima, mas sei dizer que nossa existência exige esses contatos com outros seres humanos; somos carentes dessas necessidades que trazem afago para nossa alma. Mas existem pessoas que tiveram essa necessidade roubada; diferente de uma grande parte da população, elas ficam isentas de receberem tal privilégio de afeto quando encontram pessoas "semelhantes" à elas.

foto autoral

Sinopse: Stella Grant gosta de controle. Ela parece uma adolescente típica, mas em sua rotina há listas de tarefas e inúmeros remédios que deve tomar para controlar a fibrose cística, doença crônica que impede que seus pulmões funcionem como deveriam. Para conseguir um transplante, ela precisa seguir seu tratamento e eliminar qualquer chance de infecção, o que significa ficar a pelo menos seis passos de outros pacientes com a doença – sem exceção.

Will Newman não dá a mínima para o novo tratamento experimental para o qual foi selecionado. Prestes a completar dezoito anos, ele mal pode esperar para finalmente se livrar das máquinas e hospitais, usando o pouco de vida que ainda lhe resta para conhecer o mundo.
Stella e Will são muito diferentes. Ao mesmo tempo, sua doença não é a única coisa que os une. Eles não podem se aproximar, mas, conforme sua conexão aumenta, os seis passos entre eles passam a ser insuportáveis. E se pudessem quebrar as regras? Cinco passos são tão perigosos quanto perder um grande amor?
   Páginas: 288  |   Editora: Globo Alt  |   Classificação: ✯✯✯✯✯


     Fibrose Cística, mas vou abreviar para FC. Eu ainda não a conhecia e nem o quão dolorosa ela poderia ser até ler este livro. Essa é uma doença que afeta principalmente crianças, herdada geneticamente e crônica; ataca com mais intensidade os pulmões, pancrêas e sistema digestivo. Ela agride as células responsáveis pela produção de muco, suor e sucos digestivos, fazendo com que, os portadores de FC fiquem com seus fluídos pegajosos acumulados nos pulmões e demais locais de seus corpos. Os seus sintomas variam, como tosse, infecções, entre outras. Por se tratar de um paciente de doença rara e sem cura, o tratamento é voltado para o bem estar, dependendo da gravidade; vacinas; medicamentos; entre outros. Se não fosse pela sensibilidade da autora em escrever um livro abordando essa doença tão devastadora, talvez, eu nunca teria ouvido falar e me sensibilizado em saber que milhares de pessoas sofrem com ela pelo mundo. E se já não bastase tudo que uma pessoa portadora de FC precisa suportar, ela ainda precisa se manter afastada de quem também possui FC. É isso mesmo, precisa, basicamente, se isolar daqueles que sentem sua dor e lutam a mesma guerra que elas, que as entendem melhor que ninguém... Imagina o quão doloroso deve ser viver longe de quem passa pela mesma situação que você... Quantas conversas, abraços, apertos de mão e choros não poderiam ser compartilhados. Isso precisa ser seguido pois evita a transmissão de bactérias que impulcionam infecções pulmonares, um dos grupos dessas bactérias é a Burkholderia cepacia, mais conhecida por B. Cepacia, e com esse seu nome esquecito, ela é capaz de impedir um paciente de realizar um tlansplante, o que, para um portador de FC, é a chance de ter uma vida nova.

     Esse foi só um pequeno resumo que eu quis fazer depois de algumas pesquisas sobre os assuntos que são abordados na estória, e descobri que no dia 5 de Setembro é comemorado o Dia Nacional de Conciêntização e Divulgação da Fibrose Cistica. Eu espero que cada pessoa que leia este livro, pense e reflita sobre as dificuldades, mas principalmente na luta desses portadores de FC, pois ela não é ficção - bem que poderia ser -, ela existe. Agora que eu já deixei uma pequena explicação sobre a doença e sobre um dos grupos de bactérias mais agressivos, fica mais fácil de entrar na obra criada por Rachel. No livro A Cinco Passos de Você, conhecemos a Stella Grant, uma jovem de dessesete anos que tinha tudo para ser uma típica adolescente, se não fosse por sua lista de tarefas a serem concluídas e inúmeros remédios para tomar durante longos tratamentos em um hospital que ela tem como sua casa e seus enfermeiros como familiares. Stell, para os mais chegados, lida todos os dias com a pressão de querer se manter viva; não por ela, mas por todos. Ela ama com todas as suas forças a família que possui, mas não acha justo que ela se torne um fardo maior do que eles possam carregar, então é assim que sua determinação nasce; Stella precisa viver, precisa para manter seus pais a salvo do sofrimento. Mas ela aprenderá - e nos ensinará - durante todo o enredo da estória, o quão importante é ouvir o que nosso próprio coração tem a dizer, e no caso dela, a Fibrose Cística também está gritando com ela. Como Stella cresceu dentro do hospital, onde realiza seus tratamentos, ela teve a experiência de crescer e cultivar a amizade com outro paciente portador de FC, o amado Poe. E que personagem alegre, independente da situação de saúde em que ele se encontra. Poe é um personagem alegre, inspirador e que você queria ter como amigo, e não foi atoa que ele trouxe leveza para um livro que trata de um assunto tão sério e angustiante. 


"Anime-se Stella. É só a vida. Vai acabar antes que a gente se dê conta."

     Mas chega um novo integrante para o tratamento experimental contra a FC. Will Newman, porém, diferentemente de Stella e Poe, Will não dá a mínima para encontrar uma solução, pois esperança, era algo que ele havia perdido a muito tempo em algum lugar... Ele não suporta ver que a mãe não o enxergua, como ele próprio diz: "ela vê apenas a doença", e talvez seja esse o gatilho para o seu desespero em acabar com tudo, pois não vê a hora de completar 18 anos para tomar as rédias de sua própria vida e saúde.  Esses três jovens são tão diferentes, mas ao mesmo tempo carregam a mesma dor. E é essa dor que será a protagonista em todo o livro. Repleto de diálogos motivadores e até devastadores, cenas de deixar qualquer um sem fala e de coração partido, no entanto, o amor vai falar mais alto até a última página, e eu te convido para conhecer Stella e Will e um pouco sobre essa doença tão pouco divulgada e que merece sim ter mais visibilidade. O mundo está cheio de Stellas, Poes e Wills. Que a voz de todos eles possam ser ouvidas, e quem sabe um dia, a medicina não acabe encontrando um meio de cura. É o que eu mais quero; assim como para todas as outras doenças. Com essa singela resenha, eu espero que todos possam perceber que tudo na ficção é lindo. O amor  é perfeito, o casal é perfeito, mas a vida real é REAL. Ela dói, ela fere e ela mata. 

foto autoral


fonte: CYSTIC FIBROSIS TRUST. Stopping B. cepacia in its tracks. Cystic Fibrosis Trust. 21 de março de 2019. Disponível em: https://www.cysticfibrosis.org.uk/news/stopping-b-cepacia-in-its-tracks.


Retrospectiva literária 2019


Olá leitores, tudo bom

Hoje é um dia muito especial, venho desejar um feliz 2020 e que todos os seus sonhos se realizem! Eu já tenho tudo que preciso. A única coisa que eu desejo para este novo ano é saúde para minha família. Muita coisa mudou desde que criei esse espaço. Muita coisa aconteceu fora e dentro de mim, o que, consequentemente, refletiu em minhas leituras, em minhas músicas, em minhas ações, etc. Nada como enxerguar o amadurecimento como um amigo. Em 2019 eu desejei cumprir minha meta que iniciei ainda em 2018, que consistia em reduzir o número de compras de livros e ler os que já tinha na estante... E não é que consegui ler muito mais assim? Eu me tornei leitora há nove anos, e, 2019 foi o ano  em que mais li livros em toda a minha vida: 42 exemplares.

Em 2019 eu finalizei um dos meus primeiros sonhos. Aquele que, a princípio, não passava de uma brincadeira de criança, mas entre 2016-2019, passei a levá-lo mais a sério. Sim, estou falando do meu curso de Pedagogia. Terminei o ano letivo com meu primeiro curso do Ensino Superior completo. Dá pra acreditar? Pois minha ficha ainda não caiu, acho que nem com o diploma na mão vou compreender que terminei hahaha. Esse foi o passo mais importante que dei neste ano, mas também fiz algo pela primeira vez, conheci um estado que é vizinho do meu e que eu queria muito visitar um dia: São Paulo. Foi uma passada rápida, mas nada que tirasse a beleza do lugar. Só queria poder ficar mais uma semana. Outra coisa bem legal, foi ter ganho o Kindle de presente. Eu que sempre julguei leituras de e-book, agora tenho um leitor digital e já concluí quatro livros nele, e claro, super recomendo. Foi em 2019 também que, pela primeira vez, o Leitores e suas Manias teve marcador de livros personalizado, e melhor ainda, feito por mim! deixei-o com a minha cara para distribuir na Bienal do livro Rio, que vamos ser sinceros, foi mágica. Eu gravei vídeo para o YouTube de amigas que conhecia apenas por rede social mas a Bienal proporcionou esse encontro; Conheci a Bruna Vieira de pertinho; ganhei credencial de emprensa e pude usufluir de todos os dias de evento. 


Com esse finalzinho de ano, o que passa sempre em minha cabeça é o quanto Deus cuida de nós em cada detalhe. E a cada fase eu estava com um livro na mão. Apresento á vocês as histórias que me acompanharam durante todo o ano.

Esses foram os livros que li em 2019:

1- MacBeth, William Shakespeare - ⭐⭐⭐⭐
2- Dia Seguinte e Outros Dias, Oswald de Andrade Filho - ⭐⭐
3- Os Três  Mosqueteiros, Alexandre Dumas - ⭐⭐⭐⭐⭐+
4- A Invenção de Hugo Cabret, Brian Selznick - ⭐⭐⭐⭐⭐
5- Literatura, Pão e Poesia, Ségio Vaz - ⭐⭐⭐⭐⭐
6- Em Chamas, Suzanne Collins - ⭐⭐⭐
7- Meu Coração e Outros Buracos Negros, Jasmine Warga - ⭐⭐⭐
8- Tartarugas Até Lá Embaixo, John Green - ⭐⭐⭐
9- Pensando Educação, Tânia Zagury - ⭐⭐⭐⭐
10- O Que o Sol Faz com as Flores, Rupi Kaur - ⭐⭐⭐⭐
11- Escola e Democracia, Dermeval Saviani - ⭐⭐⭐
12- Pedagogia e Pedagogos, Para Quê?, José Carlos Libâneo - ⭐⭐⭐⭐
13- De Coração Para Coração, Lurlene McDaniel - ⭐⭐⭐⭐⭐+
14- O Deus Esquecido, Francis Chan - ⭐⭐⭐⭐⭐
15- Poemas de Amor, Fernando Pessoa -⭐⭐⭐
16- A História do Brasil Para Quem Tem Pressa, Marcos Costa - ⭐⭐⭐
17- Zack e Mia, A. J. Betts - ⭐⭐⭐⭐
18- Frozen: Um Coração Congelado, Elizabeth Rudnick - ⭐⭐⭐⭐
19- Posso Te Dar Meu Coração?, Ganymédes José - ⭐⭐⭐⭐
20- Pedagogia do Oprimido, Paulo Freire - ⭐⭐⭐
21- Harry Potter e as Relíquias da Morte, J. K. Rowling - ⭐⭐⭐⭐⭐
22- Stranger Things: Raízes do Mal, Gwenda Bond - ⭐⭐⭐⭐
23- Para Uma Menina Com Uma Flor, Vinicius de Moraes - ⭐⭐⭐
24- Aonde a Gente Vai, Papai?, Jean-Louis Fournier - ⭐⭐⭐
25- Memórias Póstumas de Brás Cubas, Machado de Assis - ⭐⭐⭐⭐⭐
26- Além do Planeta Silêncioso, C. S. Lewis - ⭐⭐⭐⭐⭐+
27- Crepúsculo, Stephenie Meyer - ⭐⭐⭐
28- Sonho de Uma Noite de Verão, William Shakespeare - ⭐⭐⭐
29- Pai, Me Compra Um Amigo?, Pedro Bloch - ⭐⭐⭐
30- Sempre Faço Tudo Errado Quando Estou Feliz, Raquel Segal - ⭐⭐⭐
31- Flores de Alvenaria, Sergio Vaz - ⭐⭐⭐⭐
32- Carnaval Glare, Kazuoni Minatogawa - ⭐⭐⭐
33- Para Sempre Alice, Lisa Genova - ⭐⭐⭐⭐⭐+
34- A Esperança, Suzanne Collins - ⭐⭐⭐
35- Dom Casmurro, Machado de Assis - ⭐⭐⭐⭐⭐+
36- The Last: Naruto The Movie, Masashi Kishimoto e Maruo Kyozuka - ⭐⭐⭐
37- O Peso do Pássaro Morto, Aline Bei - ⭐⭐⭐⭐⭐
38- Perelandra, C. S. Lewis - ⭐⭐⭐
39- Notas Sobre Ela, Zack Magiezi - ⭐⭐⭐⭐
40- A princesa Salva a Si Mesma Neste Livro, Amanda Lovelace - ⭐⭐
41- A Bruxa Não Vai Para a Fogueira Neste Livro, Amanda Lovelace - ⭐⭐
42- Eu Tenho Sérios Poemas Mentais, Pedro Salomão - ⭐⭐⭐⭐







Eu queria agradecer pela sua companhia nesses cinco anos de blog e instagram!
Então não esqueça de SEGUIR O BLOG e o Instagram @LEITORESESUASMANIAS
FELIZ 2020  


VOCÊ SE OBRIGA A LER?

Oi leitores, tudo bom?

     O post de hoje é mais que pessoal. É algo que vem corroendo minha alma de uns tempos para cá e tem se refletido no desempenho do meu blog. Tenho o Leitores e Suas Manias desde os meus 18 anos (atualmente tenho 23), e sozinha, li de tudo que me agradava e compartilhava as resenhas assim que terminava de ler para dizer a minha opinião e o que aquele livro me transmitiu. Com o passar dos anos, meu aprimoramento em escrever me fazia achar que tudo que eu passava para o papel era ruim e com meu amadurecimento, a vida me cobrou que eu reduzisse a minha rotina de leitura, e aí começou o meu primeiro "acorda pra vida". A vida não é só leitura. Eu queria que fosse? Queria, queria muitíssimo.


     Ensino médio, Enem, cursos, faculdade. 'Hora de escolher a profissão', disse a vida. Lá fui eu, e a leitura? Ah, essa precisou esperar. E ela esperou, forçada mas esperou. Com isso, meu prazer pela leitura compulsiva que eu tinha quando era mais nova esfriou, de uma forma que eu não sabia que era possível e nem que me deixaria tão triste. No lugar de quatro ou mais leituras no mês, entrou a vaga de emprego e o ingresso à faculdade. No lugar dos eventos literários, as obrigações burocráticas de ser um cidadão. Hoje em dia, para que você tenha sua vida, é preciso se dividir em mil, e quando se é mulher esses números aumentam, porque além de tudo que lhe impõem, ainda correm o risco de perder essa vida que tanto lutam para não deixar ruir com todas as exigências da sociedade por conta de machismo e feminiscídio.

     Quando se é mais novo, parece que tudo é maior, mais intenso e era assim que eu enxergava as minhas leituras. Hoje, sinto saudade das leituras que fiz, de como lia sem ansiedades, sem a intenção de obter número X de livros lidos no ano, sem obrigações. Agora não, tenho que dividir a Juliana leitora, a Juliana universitária, e a Juliana que precisa trabalhar, componentes estes, que acabam sugando tanto de você que não sobra ânimo para se ler por prazer. Prazer em ler ou fazer qualquer outra atividade que te agrade depois de trabalho, aulas cansativas e transportes públicos agonizantes? Não tem alma que aguente mesmo, mas a sociedade diz que dá.

     Eu só falei um pouquinho da minha indignação acima porque é tão infeliz essa geração do "morra trabalhando", agora se quiser morrer como quem soube viver, como diz uma música da Banda Rosa de Saron, é quase como se nos obrigássemos a fazer uma atividade ou hobbie. Existe um esgotamento da nossa saúde mental que todos abafam e não aceitam quando alguém quer debatê-la. Esse esgotamento é real, não é feito por prazer, e sim, por competição, sob pressão, cheios de ansiedade e obrigação. Infelizmente, esse é o tema desse post. A leitura por obrigação.

     Eu não vou ser hipócrita e dizer que nunca fiz isso, e se estou escrevendo é porque quero falar desse mal que acontece comigo e fazer você, leitor, refletir se também passa por isso nem que seja algumas vezes. Eu não apoio a leitura forçada, assim como nada feito à força é saudável. Você precisa entender que a leitura é para você, exclusivamente para você, antes de qualquer coisa, e se você lê um livro sem absorvê-lo, é como se nunca tivesse lido nada. Por isso minha preocupação e decisão de falar isto aqui. Não podemos ter faixada de leitores, vamos ler criticamente, refletindo, interagindo, e principalmente, compartilhando leitura com aqueles que ainda não desfrutaram deste mar de descobertas. É tão maravilhoso terminar de ler um livro e saber que ainda estamos imersos naquele universo e, mesmo que o livro acabe, a história vai viver com a gente, dentro da gente. Sem contar os ensinamentos de um livro. Precisamos parar de julgar as leituras alheias ou criar um "requisito" para se tornar um leitor, deixem disso, o que existe são livros e todos foram feitos para serem lidos. Livros com vampiros, bruxos, lobisomens, caçadores de demônio, espíritas, hot ou qualquer outro, sempre terão um ensinamento para passar a quem está lendo, assim, como quem só lê clássicos e autores renomados. NADA justifica criticar a leitura do outro, nada te desrespeita sobre o que o seu próximo lê. Você não curtir? Ok, troque ideias, faça um debate saudável e tente entender o que faz com que o outro leia esses gêneros que não coincidem com o seu gosto literário. Tudo poderia ser assim tão fácil...

     Mas a questão que eu quero passar é essa. Querendo ou não, nos desmotivamos das leituras por esgotamento emocional, psicológico, mental ou qualquer outro motivo aparente... São tantas tarefas para cumprir, tantas metas para alcançar, que nas poucas horas do nosso tempo de lazer não conseguimos relaxar e dar um descanso para a mente. Isso é muito difícil, complicado e real. As vezes, conseguiremos sair desse abismo, outras vezes não. E está tudo bem, apenas não se force, nunca mais force a barra com você, aceite seu tempo. Infelizmente, aceite o tempo de vida que a vida te dá. Ler por obrigação não vai tornar nada mais fácil, pelo contrário, pode até te desmotivar ainda mais. 

     Tudo é questão de prioridades, mas por que quando a prioridade é cultura e conhecimento a vida não nos permite um pouco mais de tempo? Como diz um meme rolando por aí: aff, sociedade tóxica, por que se a gente não se obrigar a fazer o que mais gosta alguma vezes, acabamos deixando de viver.


Por fim, gostaria de conhecer a sua opinião. Deixe seu comentário sobre o que você achou e se concorda ou não comigo. A participação de cada um de vocês é muito importante e também muito bem-vinda aqui!

E não se esqueça de SEGUIR O BLOG e nosso Instagram @LEITORESESUASMANIAS

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo